Quarta, 07 Outubro 2015 19:49

Motirõ representa Litoral na V Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

Motirõ representa Litoral na V Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

 A partir da realização das etapas de Conferências Regionais e Estaduais de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), foram eleitos(as) delegados(as) para participar da Conferência Nacional. A Motirõ Sociedade Cooperativa, através da cooperada Valdenise Veloso, representou a regional Paranaguá/Litoral na Conferência Estadual e, a partir desta, foi eleita como delegada para participar da V Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. O evento cujo lema é “Comida de verdade no campo e na cidade: por direitos e soberania alimentar” é um momento planejado para a convergência entre iniciativas que almejam a erradicação da extrema pobreza no pais.

A Conferência Nacional aconteceu na cidade de Brasília entre os dias 3 e 6 de novembro e congregou delegados(as) do Parana e demais estados, dentre eles representantes da sociedade civil, quilombolas, indígenas, população negra, povos de terreiro, entre outros povos e comunidades tradicionais e população em geral, assim como governadores, ministros de Estado, parlamentares e observadores, com o propósito de debater a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (PNSAN). Além das falas dos ministros da agricultura (MDA), Patrus Ananias, do desenvolvimento social (MDS), da presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), Maria Emília Pacheco, da coordenadoria da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN), Arnoldo Campos, da presidente da república, Dilma Roussef e o ex-presidente Luis Inácio, e palestra com a ativista Vandana Shiva, foram realizadas as atividades dos grupos de trabalho de acordo com os três eixos de debate da política de SAN.

No primeiro eixo – Comida de Verdade: avanços e obstáculos para a conquista da alimentação adequada e saudável e da soberania alimentar, os grupos realizaram uma contextualização da politica de SAN e quais seus avanços, em seguida caracterizaram o que seria Comida de Verdade e finalizou-se com um chamado à sociedade brasileira sobre a importância do tema. As propostas por grupo foram reunidas em uma redação e no fim do dia a comissão organizadora da conferência redigiu um manifesto agregando as propostas de cada grupo. O Manifesto da 5ª CNSAN à Sociedade Brasileira sobre Comida de Verdade no Campo e na Cidade por Direitos e Soberania Alimentar, foi lido e aprovado na plenária final da conferência. Este eixo foi trabalhado no segundo dia de conferência.

O terceiro eixo – Fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN), foi trabalhado na tarde do segundo dia de conferência. A partir das propostas das conferências estaduais, foram ressaltadas as ideias força de cada uma pelos participantes dos grupos, além de se elaborar uma nova proposta por grupo. Estas propostas tratavam da composição do CONSEA e foram lidas e aprovadas em plenária no último dia de conferência.

O segundo eixo – Dinâmicas em curso, escolhas estratégicas e alcances da política pública,foi trabalhado durante o terceiro dia de conferência. Este eixo teve mais tempo para seu desenvolvimento por conta do volume de propostas. A primeira tarefa dos delegados neste eixo foi de priorizar as propostas em cada um dos nove subtemas, em seguida, os delegados formaram os grupos de trabalho por subtema. A Motirõ, participou do segundo subtema: Evolução da produção agroalimentar e suas repercussões ambientais, sociais e no padrão alimentar. As propostas priorizadas foram discutidas por cada grupo e, a partir da avaliação dos participantes sobre a abrangência destas, foram elencadas novas propostas. Estas propostas foram lidas e aprovadas em plenária final.

Foram realizadas atividades integradoras, que consistiam em 33 espaços que tratavam, através de palestras/rodas de conversa, sobre temas convergentes à segurança alimentar. Cada delegado pôde participar de um espaço e a Motirõ participou da sala 9 – A luta contra os agrotóxicos e transgênicos: desafios para a democracia brasileira.

Além de um espaço para proposições, através da conferência foi possível trocar experiências e conhecer um pouco mais sobre a realidade (desafios e conquistas) de outras regiões brasileiras, representadas pelos mais de 1.600 delegados e 400 convidados presentes. Outro importante ponto foi a forte participação das mulheres, que representaram 54% do total de participantes, de forma propositiva, questionadora e empoderada.

Os encaminhamentos oriundos dos grupos de trabalho foram sistematizados pela comissão organizadora da conferência, e disponibilizados na plenária final. Para acessar estes encaminhamentos e outras informações, clicar na imagem abaixo:  

Avalie este item
(0 votos)
Lido 215 vezes
0 comentários. Dê sua opinião e compartilhe.