Osni Arturo Francisco Junior

Osni Arturo Francisco Junior

É natural de Curitiba, reside atualmente em Matinhos com sua esposa e sua filha. Possui especialização em Questão Social e é bacharel em Gestão e Empreendedorismo, ambos pela UFPR Litoral. É tesoureiro da cooperativa e atua como Gestor do Projeto SAL. Tem experiência em vendas, na gestão de micro empreendimentos, em desenvolver atividades com grupos e na organização e promoção de eventos. Além da Motirõ trabalha também como representante Comercial.

Foi realizado no dia 12 de novembro de 2016 a segunda oficina de produção de cerveja artesal. O econtro iniciou ás 09hs da manhã e terminou por volta das 17hs e contou com a participação de oito novos cervejeiros.

 

Esperamos todos para a oficina de cerveja artesanal nível intermediário e avançado.

 

Em breve, fique atento.

Bem vindo ao Blog Sustentabilidade.

 

Esta página foi criada para a divulgação das reflexões do Frei Luc Vankrunkelsven e também ser um espaço que potencialize o debate sobre a questão da agricultura num contexto global. Este espaço é fruto de uma paraceria entre a Motirõ Sociedade Cooperativa e a Wervel.

 

Conheça os livros de Luc Vankrunkelsven:

   

 

 

 

 

 

 

 
 
Sexta, 05 Fevereiro 2016 16:50

O que já fizemos

Descrição das principais atividades

Segunda, 03 Agosto 2015 13:39

Equipe Organização Soberana

Equipe Técnica Projeto Organização Soberana

 

Valdenise Batista Veloso

 

Segunda, 18 Maio 2015 22:58

Eventos Realizados

Cooperativismo e Economia Solidária: Redes de Cooperativas, Gestão Financeira, Gestão de Pessoas, Limitantes e Vantagens das Cooperativas de Serviços - 13.out.2011

Palestra com Lindomar Schimitz (CENATER/PR)


 

Diálogo Sobre Autonomia no Processo Educativo - 7.nov.2011

Palestra com Professor José Pacheco (Escola da Ponte)


 

Alternativas ao Comércio Hegemônico de Alimentos: Experiências de Mercados que Valorizam a Agricultura Familiar - 25.abr.2012

Palestra com Luc Vankrunkelsvel (ONG Belga Wervel)


 

Debate Sobre os Projetos de Créditos de Carbono no Contexto da Rio+20 - 29.mai.2012

Palestra com Jutta Kill (World Rainforest Movement)


 

I Festa da Juçara de Matinhos - 27.mai.2012


 

Agroecologia e Soberania Alimentar Versus Agronegócio Exportador - 18.mar.2013

Palestra com Luc Vankrunkelsvel (ONG Belga Wervel)


 

II Festa da Juçara de Matinhos - 3 à 5.mai.2013


 

I Encontro das Comunidades - 6.jul.2013


 

II Encontro das Comunidades - 30.nov à 1.dez.2013


 

Agricultura Justa e Responsável e Lançamento do Livro “Soja: Tesouro ou Tesoura” 03.abr.2014

Palestra Com Luc Vankrunkelsvel (ONG Belga Wervel)

Quarta, 15 Abril 2015 21:25

Projeto SAL

 

O Projeto SAL foi desenvolvido pela Motirõ entre os anos de 2012 a 2014, na área rural do município de Paranaguá, teve patrocínio da Petrobras, através do programa Petrobras Desenvolvimento e Cidadania e parceria com UFPR Litoral, ICMBio, APRUMPAR, Prefeitura de Paranaguá e Instituto MABI LaGOE. O objetivo do projeto foi aprimorar pequenos empreendimentos familiares e fomentar a criação de um coletivo, ampliando a geração de trabalho e renda na região. Como resultados do projeto, destacamos:

  • o desenvolvimento de metodologia própria para assessoria e gestão de empreendimentos rurais;
  • mais de 300 assessorias presenciais  à quinze empreendimentos rurais;
  • Cerca de 30 famílias diretamente envolvidas, o que representa mais de 100 pessoas diretamente beneficiadas;
  • 12 Planos de Negócios e mais 3 planos de metas e ações, construídos juntamente com as famílias;
  • mais de 350 mil reais investidos pelas famílias beneficiárias, no aperfeiçoamento de suas unidades produtivas;
  • cerca de 30 novos postos de trabalho criados na região;
  • 18 novos produtos ou serviços oferecidos durante o andamento do projeto;
  • abertura de potenciais canais de comercialização, o portal REDESdeCOMERCIALIZACAO.com.br e os empreendimentos turísticos e comerciais localizados na região;
  • construção participativa de uma ação de fortalecimento do Turismo da Região, através da caminhada na Natureza que será realizada em meados de 2015;
  • 3 novos projetos elaborados em conjunto com a comunidade, sendo um deles aprovado pelo Programa Socioambiental 2014 da PETROBRAS.
Quarta, 15 Abril 2015 21:25

Grupo Guapuruvu

As atividades do Grupo Guapuruvu foram desenvolvidas durante os anos de 2011 e 2012, e tiveram como objetivo propor metodologias de ensino embasado nos princípios da arte-educação e na conservação do ambiente, visando atender as necessidades locais de ordem social, cultural, econômica e ambiental, auxiliando na resolução de problemas regionais e na contribuição do bem-estar e qualidade de vida. No período foram realizadas apresentações do teatro “O Sumiço da Mandaçaia” e diferentes locais, a confecção de atividades lúdicas educativas e encontros do grupo de estudos sobre Educação e Espiritualidade.

 

Veja mais informações no site do projeto:  guapuruvu.motiro.org

Outras informações no Blogspot: educacaoguapuruvu.blogspot.com.br/

 

 

Quarta, 15 Abril 2015 21:23

Redes de Comercialização I

O Projeto Redes de Comercialização: consolidando vínculos entre agricultores(as) e consumidores(as) de produtos agroecológicos no litoral do Paraná, foi desenvolvido nos anos de 2013 e 2014, com o apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SETI, do Governo do Estado do Paraná.Atuou especialmente em temáticas relacionadas ao acesso a mercados e à comercialização, visando contribuir na organização de grupos de agricultores e de consumidores de produtos agroecológicos da região, bem como no estímulo a reflexões sobre consumo consciente e responsável.  Nesses mais de dois anos, algumas conquistas podem ser notadas:

Incremento na renda dos produtores atendidos, através do aumento no número de canais de comercialização e da certificação agroecológica, o que garante incremento de 30% no valor dos produtos comercializados nos programas de compras governamentais;

  • Cerca de 40 famílias agricultoras foram atendidas;
  • As famílias agricultoras atendidas entregam alimentos para os programas governamentais de aquisição de alimentos, em cerca de 20 escolas, chegando ao montante de aproximadamente duas toneladas por semanas;
  • Envolvimento de agricultores e consumidores através das partilhas, eventos e feiras de trocas, o que possibilitou o intercâmbio de experiências de modos de vida desses indivíduos;
  • 98 famílias consumidoras foram beneficiadas pelo projeto;
  • Incentivo ao modo de produção ecológico, sem utilização de agrotóxicos ou qualquer outro tipo de insumo químico, o que resulta em melhor conservação do solo, do sistema hídrico natural e de espécies da fauna e flora;
  • Além das publicações realizadas, onde foi aliada a prática com fundamentações teóricas, a equipe do Redes teve a oportunidade de constituir grupos de estudo para tratar sobre temas convergentes ao projeto, como agroecologia, sistemas agroflorestais, sistemas de certificação, consumo responsável, economia solidária;
  • Desenvolvimento de práticas de assistência técnica rural – ATER, para que o trabalho planejado teoricamente pudesse reverberar positivamente e facilitando aprendizados junto aos agricultores beneficiados.
Quarta, 15 Abril 2015 21:23

Organização Soberana

O projeto Organização Soberana contribuirá para o empoderamento de mais de 100 famílias agricultoras da região. O principal enfoque da proposta se dá na atuação junto à Associação de Produtores Rurais de Paranaguá – APRUMPAR, localizada na Colônia Maria Luíza. O Projeto visa potencializar a inclusão produtiva e sustentável e desenvolver processos educativos que promovam o empoderamento dos atores envolvidos. O projeto é composto por ações de assistência técnica produtiva, para aprimorar os processos de comercialização e compartilhar as experiências entre os participantes. Os beneficiários participarão de formações em empreendedorismo social e gestão administrativa e financeira da associação, elencado pelos beneficiários como algumas das principais fraquezas do grupo. O processo de formação de uma organização soberana tem como premissa aprimorar os laços comunitários e as relações de trabalho dos envolvidos, atuando em rede e adotando posturas mais humanas, participativas e menos hierárquicas. Capazes de reconhecer as necessidades de seus membros.

Quarta, 15 Abril 2015 21:22

Caminhada na Natureza Paranaguá

A Caminhada na Natureza é uma atividade fomentada no Brasil pela ONG ANDA BRASIL e pela Confederação Internacional de Esportes Populares – IVV, que orientam a formatação dos Circuitos, credenciando-os internacionalmente. A ANDA BRASIL já tem em seus cadastros mais de 700 circuitos e seus eventos tem média de 300 caminhantes. No Litoral do Paraná já existem caminhadas anuais nos municípios de Matinhos, Morretes e Pontal do Paraná, a proposta deste projeto é o de motivar a organização da caminhada no ano de 2015 em um trajeto a ser realizado no entorno da PR 508, rodovia Alexandra Matinhos. Esta iniciativa surgiu com a realização do Projeto SAL, desenvolvido pela Motirõ entre os anos de 2012 e 2014 com o patrocínio da Petrobras e conta com a parceria da EMATER, da UFPR e da Prefeitura de Paranaguá.

A primeira edição da caminhada na natureza- Circuito Serra da Prata, ocorreu no dia 26 de julho de 2015, reunindo apenas neste primeiro ano cerca de 700 caminhantes. O evento foi um sucesso e foi avaliado positivamente tanto pelos caminhantes como pela comissão organizadora. Desta forma a comunidade local e entidades apoiadoras já estão em processo de sistematização de melhorias de modo que em 2016 o evento seja aperfeiçoado tanto do ponto de vista de sua organização com em relação aos atrativos locais. O principal intuito do evento é divulgar os sabere e sabores locais, de modo a estimular o turismo rural comunitário e ampliar a rede de relacionamentos dos agricultores, gerando assim novos canais de comercalização para seus produtos. Para mais informações, fotos e videos sobre o circuito Serra da Prata, acesse: circuitoserradaprata.com.br e curta nossa página no facebook - circuitoserradaprata